Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

domingo, 26 de abril de 2009

Sobre (ou sob) heróis, bandidos, mocinhos e que tais...

Sobre (ou sob) heróis, bandidos, mocinhos, vilões, inocentes,
culpados, dominados, dominantes e que tais...




A internet, como regra, é um poço sem fundo de informações e/ou desinformações.
O que temos notado é que, ganha com muitas cabeças à frente, a segunda opção.
Não há dúvida que, é um “instrumento” de comunicação alvissareira e assume como em nenhum momento da “estória” do humano ( veja no documentário de
Carl Sagan, na linha do tempo, nossa pequenez perante o infinito...por isso ouso a “estória”), o papel mais significante e acachapante de comunicação de massa, até que alguem puxe a tomada...
Por aqui, qualquer ser pensante ou mesmo desprovido de massa encefálica, que já tenha “
acesso digital” ( o que vem a ser isso mesmo ?...rsrs) tem seu espaço para demonstrar suas virtudes ou incompetências, sua clareza ou obscuridade de saber e (des)conhecimento, tudo junto e misturado.
Sinais dos tempos : apocalipse ou nova era, já não importa. É a era do “Hic et Nunc”. O passado, nas sendas interNETgaláticas, parece que perdeu para o “ex tunc” ( “daqui pra frente”, numa versão livre e palmar do termo latino...)

Não que qualquer outra forma de se espargir informações seja menos desmemoriada. Pelo contrário, já é dito popular e caiu nas (des)graças populares o jargão que afirma “o povo brasileiro não tem memória...” e/ou “no Brasil não há história”, coisas desse tipo...
Até os nossos periódicos, sem exceção (para que não se diga que “não falamos de flores...”), na ânsia por “ibope” e faturamento, esquece ou claudica do que publicou ontem, em contradita do que se publica hoje. Lastimável, no mínimo. À toda hora, vemos invariavelmente, uma reportagem alerta contra os malefícios do
colesterol para a saúde humana, por exemplo, ser entremeada por um anuncio de salsicha !

Bom...Filosofias e digressões à parte, está-se tentando falar aqui, mesmo em contrário à pequenez de nossa existência no Universo, de fatos históricos inquestionáveis, por suposto terem acontecido e devidamente registrados em seus anais, enquanto perdura nossa “
tênue leveza do ser”.

Tem-se recebido ( coloco neste tempo impessoal, pois não tenho nenhuma dúvida de que todos nós, os “www-navegantes” passaram, passam e a passarão por isso...) toneladas de e-mails com “ppesses”, filminhos, textos, charges, fotos, gifs, blogs, sites, enfim, tudo o que a era “multimídia” nos banqueteia, e sua nova nomenclatura e “anglicismos”, coisa e tal, sobre um assunto que se mostra assaz importante, não só intrinsecamente, mas também pela questão histórica dos fatos, inexorável.
O tema desse assunto é : Ditadura no Brasil e os atuais desmandos do desastroso governo atual e correlatos.

Estão confundindo tudo !...alhos e bugalhos....joio e trigo...palha e café...esgoto e água limpa...etc e tal, já redundo na elucidação pictórica...
Em
História não existe a conjunção condicional “SE”. Não apregoa-se condicional em algo realmente ocorrido no passado, a não ser por simples hipótese, e absolutamente nada mais !
E pelo teor das comunicações que recebemos, parece-nos que há um equívoco muito mal intencionado, um erro crasso, um descaso absurdo, uma “claudicação” proposital de fatos históricos importantes.
“Se” Hitler, Getúlio, Arquimedes, Pelé, Elis Regina, , o
período Pré-Cambriano, Leonardo da Vinci, George Bush, Clementina de Jesus, Jesus Cristo, e a invenção e descoberta da pipoca, não tivessem existido e/ou acontecido e/ou interferido à seu tempo, historicamente no caminhar da humanidade, não cabe como argumento histórico, a não ser por hipótese, chute ou algo que o valha, pois a inexorabilidade dos fatos é no mínimo óbvia.
Os resultados que hoje se seguem, dependeram sim desse passado. Se tivessem ocorrido de outra maneira, seriam outros, diferentes, obviamente. Então não há congecturar-se nem divulgar-se livremente e ao léu, como uma colcha de retálhos sem nexo, fatos isolados como verdades absolutas que não são, por serem pura e insofismável hipotese !
Já redundamos nessa “explicação” em demasiado.

Bem, como já foi dito, nossa memória é curta.Tão curta que gera “espertinhos” de plantão, que pinçam aqui e acolá, trechos completamente desaparelhados de seqüência lógica e histórica, e sem qualquer escrúpulo vomitam e/ou metralham implacavelmente, pela internet, suas “perolas” de um saber e conhecer duvidosos, sem embasamento nenhum à sinergia dos fatos, tentando ou denegrir a imagem de alguém ou de algum período, ocasionando estragos em mentes mais desavisadas ( a acachapante maioria, infelizmente...) que os recebem, criando “opiniões” desastrosas e “achismos” involuntários, porque não lhes foram dadas a oportunidade de realmente conhecer na sua íntegra, o que aconteceu.

O que nos incitou a “malescrever” ( desculpe o neologismo...) , foi o fato que temos recebido invariavelmente e diuturnamente , algo que vemos como um perigoso caminho a um retrocesso nefasto e , ao nosso ver, completamente descabido e inconcebível, no Brasil.Especificamente recebemos mais recentemente um trecho ( já começa por ai, o ledo engano...tudo são apenas trechos, pedaços, fatias, de um possível inteiro, de fatos isolados...) de um vídeo de um discurso de um certo
vereador da cidade de São Paulo ( omito o nome, por motivos óbvios...), que “dispara” arroubos sobre a esquerda no país, sobre abertura de arquivos da ditadura, e entrelaça fatos históricos com total displicência, misturando e resumindo perigosamente, discrepâncias sobre a UNE ( União Nacional dos Estudantes) governos militares, Forças Armadas, Dilma, Lula, PT, PSDB, PMDB, tudo “junto e misturado”, sem qualquer lógica didática que fosse, tentando claramente “defender o indefensável”, as Forças Armadas dos idos “anos escuros”.
Mas já de antemão, não o culpo (ao vereador) em sua totalidade. Está havendo sim, uma corrente bem clara, quanto a isso, através de vários segmentos da sociedade.

Por um lado,com a pecha de que, em tempos atuais, onde despencam-se as máscaras de
Stalinistas, Trotskistas e que tais, no chamado “mundo capitalista”, tem-se ouvido, por outro lado, um possível retorno à governos mandatários, por golpes e/ou expedientes semelhantes, o que já por si só é um insulto à nossa inteligência e contra-senso absurdo !...E , o pior, já dmite-se que seria uma ferramenta de solução !...Seria cômico se não fosse trágico, como diz o ditado. Ou seja, o ridículo da insensatez está instaurado no circo, no picadeiro e na bilheteria !...
Recebemos coisas como “abaixo
Hugo Chavez ", e “tomara que os militares fechem o Congresso”...Ou ainda voltam frases tais como “...éramos felizes e não sabíamos”.
São dois pesos e duas medidas, ou melhor, muitos pesos e muitas medidas !...

Isso está ensejando “expediente de falastrões”.Está-se aproveitando da situação, por conta e causa de um governo desastroso, de um partido (PT) e seus asseclas e afiliados que se "camuflou" de esquerda por todo tempo, vindo à baila outras verdades, quando sobe ao poder, daí então tira o pelego e se mostra lobo. E que, queiramos ou não, ajudou a seu tempo, na luta contra os ditames dos governos de exceção que assolaram o País, por mais estranho que agora nos soe.
Particularmente também não me simpatizo com a idéia de continuidade de Dilma, à seqüência desse desastre que se instaurou, à evidência dos fatos, do desgoverno do
PT.Nem tão pouco, sequer nos passa pela mente uma possível “ditadura do proletariado”, como talvez conviesse com as pretensões “petistas”.Também não nos sentimos a vontade participando do “status quó” em que nos encontramos.Só se fossemos completos imbecis ou cegos, ou surdos, pra não se sensibilizar ( no mínimo isso...) com a truculência de um partido, sobre o destino de um país inteiro.

Agora : há de se respeitar os fatos. Há de se analisar a fundo todo uma questão histórico-social, antes de se "pichar" qualquer instância que tenha lutado nos tenebrosos “
anos de chumbo”, façam-nos o favor, para que não incorra em desastres inconcebíveis.
Vivia-se outro contexto, completamente diferente. Totalmente relevante à época dos fatos, ações e objetivos pretendidos.
Forma criados currais aberrantes com os
Atos Institucionais.
Tantos expedientes de
tortura, esvaziamento, aniquilamento, flagelação, à tantos professores, escritores, autores, poetas, artistas, estudantes, profissionais liberais, trabalhadores braçais, enfim, qualquer “cidadão” em que apenas e tão somente “cismassem” em encurralar com suas sanhas vorazes, não lhes teriam escapatória, mais sedo ou mais tare.
Quantas mortes, aleijamentos físicos e mentais, nos porões dos “
Dói-codis”, dos Araguaias, de quaisquer confins do País.
Inocentes (assim como nossos filhos, hoje, por exemplo, imaginemos...) foram arrebatados, vilipendiados, na calada da noite, ou mesmo no meio de qualquer tarde de sol, em qualquer lugar do País, e eram tragados pela sanha de uma odiosa, ignorante, astuta, mandatária e cruel “Força Armada” e extrema-direita, sendo mortos em chacinas, currais, becos, ou até mesmo em praça pública , sem qualquer direito a defender-se, no máximo, a esconder-se, se conseguiam ser avisados antecipadamente desses ataques vorazes, do carrascos da ditadura militar, à fuga nas madrugadas anteriores.
Tudo em nome do “
pra frente , Brasil”...Das “Alianças para o progresso”...Do “milagre brasileiro” e do “páis do futuro, celeiro do mundo”...
A história é inequeivoca. Não há falar-se em “já passou, está enterrado”. Episódios tais como esses, Ditaduras,
Holocaustos, Tiranias, Lesa-Humanidade, jamais poderão ser esquecidos, e MUITO MENOS MINIMIZADOS À SUA IMPORTÃNCIA, que é justamente o que se percebe às claras, e fito maior do que se pretende discutir aqui.
Agora, é fácil qualquer q “idiota moderninho”, que à ver-se nunca sequer se ateve à simples leitura da verdade dos acorridos, arrotar discrepâncias históricas em qualquer microfone, em qualquer meio de comunicação.Porque , mal ou bem (não estamos apologizando aqui nem a gregos, nem a troianos, nem dando créditos maiores o menores a quem quer que seja, pois esta "liberdade" foi uma conquista de todos, e a trancos e barrancos...)
OS MICROFONES ESTÃO ABERTOS, coisa que no "tempo do “maravilhosos” e incorruptíveis militares ( todos sabemos que a corrupção “rolava solta” nos governos de exceção, só que era totalmente camuflado, arrastado pra “debaixo dos tapetes” das camarilhas dos Generais...) nem se sonhava em ter, e foram anos muitos, de total surdez, mudez e cegueira impostas de cima para baixo, e como convinha às regras da tirania imposta.

Enfim, qualquer leitor que ora se atreve e perde seu tempo à leitura destas, ou quem tem “um pouquinho de memória” e lucidez histórica, e a usa, sabe do que falamos...
Se não souber sugerimos que se instrua rapidamente, com farto material encontrado aqui mesmo , na Internet (mas cuidado...é disso que se fala aqui !), para que se dirimam à bem do conhecimento e analise, todos os pormenores do que aconteceu, por seu turno.
Aliás, diga-se à bem da verdade e ao complemento, existem"n" processos GANHOS em todas as instâncias, INCLUSIVE com "cumpra-se" de varias sentenças contra o Exército do Brasil, para abrirem arquivos, devolverem corpos de desaparecidos, ressarcir famílias de vítimas do holocausto que foi a ditadura brasileira, tanto também em todo “cone sul” ( como “sina” e “´praga”, nos parece...), em termos de direitos civis e humanos, QUE AINDA NÃO FORAM CUMPRIDOS por esse governo que está aí, que "se diz" de esquerda, coisa e tal, o que é uma mentira deslavada, pois todos sabemos que corrompem, são corrompidos e "pagam pau" para o capitalismo selvagem, a ele atrelado cumprindo seus “deveres” de “associados” ao descalabro, pouca vergonha e submissão.
Isso é, a nossa parca analise ( por mais superado que possa parecer essa dicotomia entre "esquerda e direita"...), coisa de uma
extrema direita judaico-cristã-evangélica-fascista-hiper-capitalista medíocre que não mais sabe como defender os seus interesses QUE TAMBEM SÃO PRA LÁ DE PODRES, vis, exclusivistas, maniqueístas. Portanto misturam os fatos, tergiversam, omitem, desviam, extraviam, porque também, INFELIZMENTE a grande maioria de nossa população é extremamente carente de direitos, ignorante, desmemoriada, alienada, inculta, que NÃO LÊ JORNAIS, que não se informa, e que fica 18 horas por dia na frente das telinhas todas ( este écran que ora usamos, o mais novo da lista...), e são, infelizmente, dizemos isso com real pesar, completamente dominados por quem os pretenda dominar...
Basta só relembramos que 75 POR CENTO da população "alfabetizada" brasileira, não consegue entender o que um texto contem, os chamados "analfabetos funcionais". Outro problema sério, outros “500”, oportuno a futuras divagações.

Portanto, se tivermos que "dar nomes aos bois", que se dê
A TODOS OS BOIS, E DE AMBOS OS LADOS DA CERCA !
Senão, incorre-se no erro de um facciosismo covarde, incompetente, incompleto e burro !

Insitimos : Dois pesos, Duas medidas...pra lá de...

A desinformação e "algazarra pseudo-cultural" entra a cabo, sem cerimônia !


17 comentários:

Compulsão Diária disse...

Hey, Joe! Artigo rico, multifacetado e pra ser relido. De saída, cito Padre Vieira, cuja obras completas meu pai comprou pra mim antes de eu nascer, e que, neste momento, por falta de lugar na casa provisória estão under the bed;))...ele disse: A verdade é filha legítima da justiça, porque a justiça dá a cada um o que é seu.

Podemos rir disso hoje, mas eu creio, ainda, que dar a cada um o que é seu significa, DEMOCRATICAMENTE, tornar do conhecimento público, pela via da informação honesta e o mais exata possível, aquilo que é e deve ser comum a todos : a res publica.

E acrescento W. Benjamin, porque é lindo, seu texto merece a associação
"Há um quadro de Paul Klee que se chama Angelus Novus. Representa um anjo que parece querer afastar-se de algo que ele encara fixamente. Seus olhos estão escancarados, sua boca dilatada, suas asas abertas. O anjo da história deve ter esse aspecto. Seu rosto está dirigido para o passado. Onde nós vemos uma cadeia de acontecimentos, ele vê uma catástrofe única, que acumula incansavelmente ruína, sobre ruína e as dispersa a nossos pés. Ele gostaria de deter-se para acordar os mortos, juntar os fragmentos. Mas uma tempestade sopra do paraíso e prende-se em suas asas com tanta força que ele não pode mais fechá-las. Essa tempestade o impele pro futuro, ao qual ele vira as costas, eqto o amontoado de ruínas cresce até o céu. Essa tempestade é o progresso.O texto promete debate. Aguardemos.

Gostei muito!

*** dá pra retirar essa verificação de palavras? Cansa, viu? Cada blog, cada visita e comentário ..é sempre isso. Se vc modera os comentários, modera spam tb...essa verificação non cè nulla da fare ...ecco?

Anônimo disse...

Concordo em gênero , número e grau com vc, mandei este discurso para que os amigos vissem a tremenda cara de pau dos nossos parlamentares que se fazendo de
donos da verdade nos chama a todos de mentecáptos e a si mesmo de "fraudes". Lutamos tanto para implantar no país um novo regime de governo e o que se vê é um governo (do qual ele faz parte )que se não fizer alianças não governa,e se fizer também não governa. O que nos ameaça não é a corrupção, já estamos anestesiados por ela, o Congresso desmoralizou o escândalo. Eles contam com o nosso esquecimento
Democracia é tolerância, respeito ao indivíduo dentro do interesse público, mas vai explicar isso a um povo massacrado por décadas de exploração e ignorância.

A culpa não é do povo, mas dos políticos que nunca fez nada por ele nos períodos democráticos. Isto criou a fome de autoritarismo , e agora temos que escutar idiotas como este fazer apologia da ditatura.,.. é o fim ... a entrevista de Jarbas Vasconcellos sobre o PMDB.. eles denunciaram a catástrofe da política brasileira que está encoberta pelo silêncio e pela lentidão da Justiça. A corrupção e o crime político estão virando normalidade já que o Congresso não fará reforma alguma, e o judiciário cumpre a função de proteger a democracia.

Com a política de alianças do Lula, o Executivo topa tudo pra ter governabilidade, mas não governa. É uma sinuca de bico. Por isso que agora o Tema do dia é fazer apologia ao governo militar. Aff, e agora José??????????

abs

Aglaia

samuca santos disse...

joe,
dei apenas uma vista d'olhos, vou cavar um tempinho pra me deter sobre o assunto.
adianto que o tema me interessa...
volto pra comentar.

abraços literários (?)

Doroni disse...

Joe,

Grande, combativo e reflexivo texto

"Para que o mal triunfe, é apens necessário que os bons não façam nada" (Edmund Burk)

Vc falou bem, estamos acima de todos esses falsos heróis, bandidos, mocinho e que tais... todavia vivemos sob o jugo deles, como marionetes atrás de um sonho, uma esperança, uma luz no fim do Tunel. Essas pessoas estão tão acostumadas a mentir que a mentira de tão dita e repetida, acaba sendo uma verdade para eles, para seus asseclas e familiares e para a população menos esclarecida, que como vc disse tem memória fraca.

Sabe Joe, assistindo pela TV a abertura dos trabalhos na Assembléia Legislativa do AM, eu me emocionei como me emociono sempre com o nosso Hino, e as lágrimas vieram facil ao ficar indignada com uma corja que com as mãos no peito cantavam descaradamente o Hino Nacional,
sem ter nenhum ideal patriótico no coração.
Dá um desgosto!
Doroni
Bjs

GRAÇA GRAÚNA disse...

Olá, Joe: vou ler devagarosamente o seu artigo que na verdade é uma aula de tantas informações e mais que isso, de grande conteudo sobre os bastidores da nossa história. Vi os comentario Samuca e CD e digo, meu irmão;vamos torcer pra esse país não cair nas tentações das desordens do congresso. Bjos

Liz disse...

Joe,como você consegue? Texto fabuloso, que dom da escrita heim?

"Realizar é uma obra conjunta, aonde, onde chegar é de todos e o individual é uma grande solidão, que no percurso se divide com poucos solidários de alma" 7CH
Beijos de luz... Liz

Azuir disse...

SITUAÇÃO INCRÍVEL
Amigo Poeta Saudação.
Você esta igual ao Arnaldo jabour ou o Jornal Nacional, tem bastante fundamentação e a situação é muito complicada veja só nestes 5 itens de 25, que circulam na Internet:
1. O sr. sabe algo sobre o "assassinato" de Andréa Paula Pedroso Wonsoski, jornalista que denunciou o seu irmão, Chico Mendes, por compra de votos em Diamantino, no Mato Grosso?

2. Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de seu irmão Chico Mendes em 2000, quando o sr. era Advogado-geral da União?

3. Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de seu irmão Chico Mendes em 2004, quando o sr. já era ministro do Supremo Tribunal Federal?

4. Quantas vezes o sr. acompanhou ministros de Fernando Henrique Cardoso a Diamantino, para inauguração de obras?

5. O sr. tem relações com o Grupo Bertin, condenado em novembro de 2007 por formação de cartel? Qual a natureza dessa relação?

Uma situação Insustentável, toda uma lenga lenga para Ocultar a acumulação facilitada para poucos enquanto muitos passaram fome por muito tempo, precisa todo mundo ver e ajudar para a desigualdade social diminuir.
Acho que estes Herdeiros da Escravidão, das oligarquias e das ditaduras vão perder, mesmo com o poder da mídia.
Teu texto anima qualquer um a escrever. Acho que os que devem vão pagar e que vamos assistir eles em derrotas colossais.
Não se deve de apostar que o povo é burro porque esta todo mundo vendo e comunicando.
Seu texto é animador pra todo mundo ficar de olho vivo e não se deixar enganar.
Parabéns pela coragem desta contribuição.

WANCISCO FRANCO disse...

É Joe, a desinformação corre solta; e a manipulação da História, mais ainda.
Seu artigo aponta na direção de um amplo debate sócilo-político, como o que eu venho defendendo na esfera estética.
Tomo a liberdade de citar um fragmento (outra vez fragmento?) de meu artigo "Na linha de frente do caos", como forma de demonstrar semelhante preocupação:
"Porém essa onda de aparente democratização da informação e do alcance dos ideais mais nobres tende a refletir e escamotear um grande caos na esfera das mentalidades e do próprio sistema produtivo. Quem não se reorganizar acabará sendo engolido implacavelmente pela hecatombe desenfreada do progresso dito pós-moderno.
Quanto ao sistema em si, depois das lições e deturpações do frustrado ideal de inspiração marxista, os mecanismos de readaptação e inserção da eficiente burguesia tendem a administrar e redirecionar o caos, para bem dos “sacro-santos” valores da iniciativa privada, por meio de um implacável movimento evolucionista de natureza e espécie fundadas numa apropriação meio que filosófica do mais tradicional espírito darwinista."
Cito como um possível acréscimo a seu convite à reflexão. Quem sabe daqui não surja um fórum de discussão (um espaço conjunto - sei lá - onde todos os interessados possam rebater, mais organizadamente, a avalanche de postadozinhos manipuladores da História e da fé pública, a partir deste "poço sem fundo")!
Deixo, enfim, um abraço e o link com meu artigo.
http://wancisco.blogspot.com/2009/04/uma-linha-de-frente-do-caos.html

fernando cisco zappa disse...

hey joe!

hendrix dos mais estridentes
estribilhos

a esquerda está moribunda
a direita podre

o que restou?

muita merda debaixo do tapete
e vários containers de corrupção
cada qual parte das commodities
que em larguíssima escala
são negociad(t)as nos balcões dos congressos e restaurantes mundiais
aí ao seu lado
na vizinhança, na vereança
aqui ao lado
na loja no açougue na academia
no governador garoto propagandaia

o mundo é uma invenção humana
composto por fragmentos de tempos espaços e histórias
as informações são parte dessa roda que gira fragmentos
que formam formatam e deformam
opiniões e preconceitos

senso crítico?
eis o teu
e aí está nossa arma
o senso
mas também
precisamos inaugurar o dissenso
abrir espaços para consensos
estabelecidos em outras bases
que não essas
da falida democracia moderna

joão
uma perguntinha:
a custa de que e de quem
se deu a gloriosa
democracia alemã
francesa
espanhola
portuguesa e americana...???

qual o papel dos exércitos
da burocracia e dos tribunais na construção dos impérios
e das ditaduras...???

passei alguns meses da minha vida
nos anos 90
(que pena: foram poucos)
entre os kraos no pará
depois entre os maxacalis
em minas
tempo para entender um pouquinho dessas culturas
e perceber que se pode viver de outro modo
e percebi o suficinte sobre as atrocidades que os homems brancos são capazes
de cometer...


quem sabe
joe
podemos começar
como você fez
a expôr
o que está à direita
à esquerda
e principalmente o que está no centro (posto que este muitas vezes passa desapercebido... tipo "num fede nem cheira")

temos que por na roda
e expor a roda

e
quem sabe
destruir a roda

eis minha utopia:

contrubuir para construir
outra coisa
pode até ser uma roda
e fazê-la girar
a partir de valores
que reconciliem os humanos
com a vida no planeta

abraços ternos
meu caro e instigante joe!

IVANCEZAR disse...

Joe - excelente seu trabalho .
Um dos "efeitos colaterais" da grande rede é sua utilização tendenciosa , cujos efeitos patológicos sobretudo sobre os preguiçosos é extremamente perigosa.
Alguns depois de ler barbaridades ouhistórias deturpadas repetem como verdade imutável . São papagaios de pirata ...
Por outro lado, alguns sites que exigem que o participante "cole a bunda" na cadeira acabam cansando e afastando quem conteúdo possui e a verdade é essa ...
Por isso creio que a BLOGSFERA pode ser bem alvissareira, desde que exista uma rede colaborativa, mas pelo que tenho observado o espectro é bem complicado ...
Enfim, aplausos JOE !!

victorvapf disse...

Big Joe! Isto que eu chamo de um trabalho com conteudo.Rei dos links, abrange tudo, nada deixa escapar...Parabens,grande aula...

votado! rsrsrsrs

costacarvalho disse...

Olá!... Estou aqui, atendendo seu convite no Over. Joe, o homem que escreve! E como escreve!... Muito importante e atual seu texto, Joe, muito mesmo! Merece várias leituras... Estamos numa época em que ganha cada vez mais relevância, nos meios jurídicos especialmente, o que se entemde como Direito da Informação. É inegável que o conhecimento não pertence a um ou outro, mas a todos, é um bem comum, e não privativo.
Seu texto multifacetado é de quem não só sabe conviver com a multiplicidade, mas a assimila assimila de forma inteira e original.
Parabéns!

Anônimo disse...

Caro Joe!

A internet é mesmo um poço sem fundo de informações e desinformações. A massa ignara acredita em tudo que ouve ou lê. E não falta espertalhões para lhes fazer a cabeça. [menos a minha...] Nunca fui uma pessoa politizada, meu negócio sempre foi fazer pesia, cantar, fazer artezanato e amar... Mesmo assim,
fui uma das vítimas da ditadura. Fui presa, algemada e ameaçada de morte. Encarei tranquilamente 20 Winchesters apontadas pra mim, pelos policiais do DOPS de SAMPA. Fui acusada como
"A loira sinistra da metralhadora" [nunca vi uma de perto...]
Mas isso é passado... Eu faço parte dos 75 por cento dos chamados "analfabetos funcionais"... Mas, veja bem... mesmo
com toda essa robalheira [que sempre houve], o Brasil não está tão mal assim. Acho que nos E.U.A está bem pior... né não?
Parabéns pelo seu texto muito bem escrito.
Beijos democráticos

Greta Marcon

Zeca Avelar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jose disse...

Ola amigo Joe

Conclui ha pouco a leitura de seu Artigo. Ainda se faz necessária algumas reflexões, para poder emitir mais que pontos de vista, fundamentos e ou relatos pertinentes.

Vivenciei também qual tantos, tanto os períodos da Dita-a-Dura, quanto da "pretensa" abertura democrática (o pretensa é meu mesmo, devido que "mudar foi preciso e necessário", mas a mudança, ou melhor - os "mudados" como você bem mencionou, se desvestiram de sua peles de cordeiros...).

Concordo plenamente, com o perigo que é a "desinformação" que campeia especialmente nos 3dablius, que consegue transformar qual a novela global, um diabinho negro em São Benedito!

Me parece que um termo que você "en passan" descreveu, talvez seja a raiz de todos esses problemas, qual seja: a "falta de Educação de nosso Povo" - onde proliferam os "analfafetos funcionais" - aqueles tais, que não conseguem ter o minimo para não dizer razoável entendimento do que diz um texto!

Enfatizei isso, pois como me lembrou um amigo recente, quando disse que pelas "eleições" podemos mudar as coisas (e concordo com ele), mas... para que mudem, devemos ter um povo educado - minimamente esclarecido!

E por ai vai!

Abraços admirados deste amigo.
GaMitto

Camuccelli disse...

Concordo,como todos já concodaram.É isto e muito mais. Abraço!

J. Araújo disse...

Meu amigo Joe, foi um dos melhores textos que já li. Vc disseca os fatos, com clareza e conhecimento; o título foi muito bem escolhido. Esse mundo virtual em que vivemos nos trás a dura realidade com uma incrível rapidez que muitas vezes,ainda, não estamos preparados para deglutir tudo que nos chega. Com refencia aos polícos, esses é um caso a parte, veja vc, já estão pensando em tirar proveito(dividendos políticos, com a doença da Ministra Dilma Roussef, vê se pode uma coisa dessas. Eles(políticos são raras exceções)são capazes de vender a mãe para se dar bem. É nojento isso. Seu artigo é para ser lido e relido; no momento me faltam palavras.
Mas é assim mesmo, como vc disse, recebemos todo dia alguma indicação de 'ppesses'e-mail, gifs, etc,etc. Não fugindo a regra(rs) quando tiver tempo espero vc em: http://kidureza.blogspot.com/2009/04/mundo-virtual.html.

Abraço

Related Posts with Thumbnails