Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

auto-cárcere

quanto mais corro de mim
mais perto fico em mim
quanto mais fujo, fora de mim
mais dentro, cercado de mim

quanto mais ausente de mim
mais presente estou por mim
quanto menos em mim
mais através de mim

15 comentários:

IVANCEZAR disse...

Grande Joe !
Feliz com a tua visita, venho aqui para dizer que nessa viagem interior, lapidando a pedra rústica, (que somos) vamos descobrindo-nos e só depois, mas bem depois mesmo, descortinando o entorno .
Abraço !

"Olhos de Folha Minha" disse...

e se explodirmos?
pedaços de mim?


Barbaro .
Elegante, indagações e respostas nao seguras, de dentro ou fora ?
imcógnita
ser ou não
saber de si
mas dói em si(em mim)


ainda que sim ou não
acho que estamos sem paciencia
aquela que tínhamos
pois o tempo a gente nem sentia passar
e nem os amigos passarem...


ab

carmen disse...

estive aqui, voltarei.
Parabéns belo blog,
abçs baianos

Rossana disse...

Vim conhecer tua casa e adorei.
Te sigo daqui pra frente.

bjs
Rossana

Joe_Brazuca disse...


amigos todos, Poetas...

sempre participando com exímia exatidão de sentidos !

um beijo pra todos !

grato

Joe

Jester disse...

Passei aqui pra conhecer o teu blog. Leio os teus comentários no Van filosofia, e me divirto muito com vários deles. Alguns são muito loucos, outros são engraçados (no bom sentido). Anyway, muito prazer!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Somos carcereiros de nós mesmos!!!

Perfeito o texto e perfeita a formatação!!!

Um beijo!Sonia Regina.

Cris Animal disse...

Oi Joe, essa vida louca e essa correria...hoje vim aqui....rs

falei mais ou menos isso ontem no meu blog: fugir em nós, para nós. Essa busca do nosso eu como nosso eu. esse encontro que precisa acontecer para que possamos ser na vida. Longas filosofias, longas conversas de bar.....rs

beijo rpa vc


Pensando no texto?......rs

Barbara disse...

Tens razão.
Não fugimos de nós.
Seria um andar em círculos e sem dança!

Lord disse...

Obg pela visita a meu blog
Parabens pela qualidade e beleza do seu blog, que estou incluindo em meu blogroll.
Retornarei

sueli aduan disse...

que percepção!!!

tão profundo,verdadeiro, porém leve, gostoso de "ler", "ver".
abs

Danilo de Abreu Lima disse...

grande joe,
quanto mais corro de mim mais me distancio de mim- não há fuga possível na memoria- que aflige a alma ou conforta o ego-
grande abraço, mano!

Anônimo disse...

...quanto mais ausente,
mais perto de mim...

(beijo)


mARa

CAIS DO ORIENTE disse...

Quanto mais fugimos de nós mais nos encontramos, em nós...
Feliz busca!!!
Beijos
Nádia

Anônimo disse...

Como é mesmo? Quem sabe de mim sou eu...
Beleza de poema. Tenho um sobre o tema. Depois vou postar no Face.

EG

Related Posts with Thumbnails