Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

sábado, 4 de julho de 2009

Over Heat

(pra MJ 58/09)


a juventude pode tudo
andrógeno, skin head, cabeludo
sonhos mixados
potenciômetros desalinhados
auto-falantes saturados
groove
punk
heavy
menina bolinando menina em qualquer esquina
menino bolinando menino em qualquer destino
over dose, over pose, over close, over heat
punch
lunch
brunch
guitar over flow


cross over
-------------------------------------------
hoje esperei pacientemente
alguns velhinhos subirem as escadas
à minha frente

Amanhã, subirei eu...
(será que vão me esperar ?...)

3 comentários:

Danilo de Abreu Lima disse...

hey, joe-
um bonito poema-corte- tipo plano longo- sobre a juventude e seus "poderes"- é isso, faz parte da busca desenfreada pela identidade- só se espera que não sucumbam(que palavra feia) pelo caminho...
Cross over...a juventude morde o amor como fruta podre...agarra e larga,assim, no repente...
o tempo floui, os cor4pos envelhecem, é a finitude e a impermanência...
são belos seus versos... plenos desse sentimento de finitude e de transitório...como cecilia, como wwalt, como beatles, como drummond, como adélia, como tantos e tantos e tantos antes e depois de nós...
abraços, amigo!

Adriana Godoy disse...

Brazuca, um tremendo poema que marca a alma e o corpo. Uma visão poética e triste, porém, realista de um tempo que está e ainda vai chegar. Belíssimo. Beijo.

Margaret Pangert disse...

love the colors in the guitar pic! very artistic.

Related Posts with Thumbnails