Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Preconceito é feito de todo jeito, e sempre causa efeito.


Isso nem pretende nada, mas de repente, pode até ser um minúsculo ensaio sobre esse tema pra lá de complexo, que sempre permeou, de um jeito ou outro, a cultura de todos os Povos.E antecipo que, somente com as inserções de todas as opiniões que provavelmente advirá, ele estará completo...ou não !( como diria Veloso...)

( Antes de mais nada, desculpem-me se incorrer em algumas rimas, mas é “mal” renitente, pois sou apenas “gente”, vejam sem preconceito esse meu defeito...Contudo não chega a ser poesia, é apenas pra criar sinergia...Mas, já aviso : desse expediente de dialética pouco usarei, a tal da poética !)

Que Deus me ilumine e, antes que eu termine, consiga escrever sobre esse complexo tema, quase um teorema, e que me faça entender sem nenhum problema.
Pronto !...Já esbarramos numa vertente contundente: que Deus ?...O dos negros, brancos, índios, morenos, loiros, homens, mulheres, intermediários, ricos ou proletários ?...Deus do Budistas, Cristãos, Mulçumanos, Israelitas, Umbandistas, Hinduístas, Otomanos,Ortodoxos ?
Ou sera o Deus dos ateus ?

O Preconceito é uma rosa dos ventos.Não!...a bela rotunda pontiaguda que representa as direções de todos os corações, não pode ser maculada com essa pecha !
À que pode ser comparado o descarado Preconceito?...A um polvo?...Ouriço do mar?...Porco-espinho?...Esfera viral peçonhenta que segrega intolerância?...sei lá, viu...Acho que a última dessas se encaixa legal, não é mesmo?

Só sabemos que é sempre nefasto, e que serve de alabastro para a incompetência, ignorância e curteza de espírito.Mas o Preconceito não é uma entidade sobrenatural.É algo criado através ATÉ com regra unilateral, geralmente sempre por boçais, que determinam para os outros, o que tem e teriam ojeriza para si mesmos.
Mas, também é uma meia verdade. Nem sempre é criado por boçais.Pode ser criado por “eméritos” estadistas, ou famosos artistas, colunistas sociais, jornalistas, professores, pastores e papas !.O Preconceito não toma jeito nunca...Não escolhe patrões, nem vítimas.Só ganha no tapa !

Ele se camufla sempre de embate em “A versus B”, mas também não é essa a verdade.Ele é multifacetado, anda sempre mascarado, travestido de uma mistura homogenia entre “inteligência” , conduta politicamente correta e subserviência ( do outro, claro...).
Não importa qual seja a cor, o credo, a raça, a condição social, o terreno, a geografia: basta ser diferente do que “um lado” possa ser “do outro lado”, ele ataca vorazmente, as vezes arrasador, mas também por vezes de forma sutil, branda e “complacente”.Ele se disfarça de orgulho, de soberba, de superioridade e ATÉ de bondade e “justiça”!

Ele usa de sabedoria, de erudição, para atingir suas vítimas, como algoz implacável.
O Preconceito é flagelo auto-limpante, retro-alimentador, se alimenta de seus próprios excrementos.E cresce geométrica e arrogantemente, e “expurga”(pelo seu contrário...) sempre e sempre ódio, tristeza, aniquilação, desordem de todo tamanho, improdutividade, iniqüidade.

O Preconceito é mau-caráter! Ele se auto-gera !. Até em falar-se dele e combate-lo, incorre-se o perigo de insufla-lo novamente, pois é faca de todos os gumes, até dos que não enxergamos!.Suas colorações são muitas e se transmutam de acordo com a situação.Se mimetiza, se “camaleia” (por favor, sem preconceito contra o neologismo...rs)
Parece até que o Preconceito por muitas vezes foi e é usado como ferramenta ou instrumento de manipulação das massas, paradigma através de castas, padrões sociais, etnias, estereótipos.E tudo “aprovado” por unanimidade! As vezes são velados e tem corroborações e são tolerados, para funcionar como apanágio de hipocrisia e desfaçatez entre povos.
Não há como realmente comparar-se em qual época, e em que situações, o Preconceito foi “maior ou menor” na historia da humanidade até onde a conhecemos.Foi e ainda é a todo instante, permanente evento, quase ( ou totalmente !) uma pandemia sem cura previsível entre “os homens de boa vontade”.

ah !...esse tenebroso Preconceito...

Quando nós, seres humanos racionais, nos olharemos com transparência suficiente, para não enxergarmos mais a quantidade de melanina que nos cobre a carne ?
Quando nós, seres humanos inteligentes, nos ouviremos com a translucidez dos surdos-mudos?
Quando é que nós, seres humanos “filhos à semelhança de seu Criador”, realmente ouviremos sem filtros às súplicas e necessidade de nossos semelhantes? Quando seremos factualmente semelhantes e irmãos?

Sem querer tombar ao fatalismo, pessimismo e niilismo, humildemente opino, ando meio cético, meio azedo, tipo ácido acético, manja ?...Sinal dos tempos.Talvez esteja precisando aumentar minha dose do Prozac, Rivotril e Lexotan. Ou voltar a dar uma “bolinha” de fim de semana...rsrs.(...olha o preconceito !!!!....rs)


(todos os "links" terão seus autores devidamente informados no próprio conteúdo de seus alvos)

30 comentários:

Luiz Cabelo disse...

Muito legal cara, pude ver aqui teu texto, acho que tiraram teu perfil do overmundo, não entendi, um abraço, até mais!

Compulsão Diária disse...

Hey, Joe!
Preconceito é a pior neura, a doença mais sintomática do narcisismo das pquenas diferenças. Cuidemos porque há os explícitos que vc citou e fez muito bem. Porém, há sempre preconceito quando alguém se sente ameaçado pelas diferenças. Sou italiana por parte de pai Sou canhota. Paulistana da gema(rs) . Moro na Bahia e sou chadmada de branquela, galega, amarela.
A família materna baiana-paulistana de trocentos séculos de conservadorismo na cacunda não aceitava essa diferença. Eu era chamada de "Caetano Pinto" porque era uma rua de italianos em Sampa. Ou seja, já sofri e sofro preconceito.
Entao, é preciso estar atenta e forte porque, repito, a pior doença é o narcisismo das pequenas diferentças. A fábula de Shopenhauer sobre os porcos-espinhos explica. Prontofalei;))
Mille baci

Compulsão Diária disse...

Schoppenhauer!

Juju disse...

Joe, com certeza Overmundo retirou seu texto por puro preconceito!
Deve ter sido muito desagradável para quem cometeu esta besteira "vestir a carapuça".
Com certeza este pessoal é microcéfalo em termos de cérebro e devem possuir apenas "fragmentos de esp[irito "...
Juju

Marcos Pontes disse...

Little Joe, o pessoal do Over tem um conceito de cultural muito pequeno, insignificante como o cérebro da maioria deles. E isso não é um preconceito meu, mas um conceito que eles próprios assumiram quando levantei a discussão sobre a exclusão de um texto meu.
A vida de blogueiro é mais interessante. A vida por aqui é mais divertida e inteligente. A censura é o bom senso, e isso nós temos aos montes.
Ainda estou ativo naquela joça à espera das ferramentas prometidas. Quando e se forem implantadas, retirarei todos os meus escritos e mandarei uma mensagem privada para cada colaborador, mesmo que isso leve dias, explicando as razões de minha partida, da sua e da CD. Os remanescentes que esfreguem os coturnos e babem os ovos dos ditardozinhos vermelhos e fluminenses.

Viajando nas Letras disse...

Joe, tudo calculado e medido. Fiquei inerte quando Renan me contou que você tinha saído do overmundo. Antes tinha visto sua mensagem, no trabalho, mas só deixo p/ lê o texto em casa, não tava conseguindo. Estão pirando. Novos Platões?
Em parte concordo com Pontes. Tantas pessoas deixaram de poetar lá, tantas figuras boas.
Teu texto ta perfeito Joe, um tapa de luva BEM DADO!!!

O de Andrade disse...

O problema Joe, é que o preconceito está impregnado na nossa sociedade e insiste em se esconder sob palavras de nossa língua. E isso "herdamos" sem nos darmos conta disso desde o berço, desde as primeiras palavras. É um longo e complexo processo para nos livrar dele por absoluto e nem sempre conseguimos chegar a esse ponto ideal. Precisamos aprender a nos despir do preconceito, que muitas vezes pegamos emprestado doutrem para nos proteger. Pois erroneamente se acredita, que ser carrasco é melhor do que vítima. Falo isso como membro de inúmeras minorias dentro doutras minorias; mulato afro-brasileuropeu, poeta insone. pansexual.

Quanto a "censura" do Overmundo, mal acabei de entrar na comunidade e já tive um texto a cerca do humor alemão do pós-guerra aos dias de hoje excluido. Acho que o melhor mesmo criar o meu próprio Blog e ter a liberdade de publicar o que acho pertinente e importante.
Muito obrigado pelo espaço cedido e pela excelente discussão. Parabéns Joe!

victorvapf disse...

Big Joe

Ja disse e repito

Preconceito sempre existiu e sempre existira, enquanto existir gente na terra. As vezes mais escondido, as vezes mais escancarado, alias ja estao começando a escancarar isto na Europa e EEUU inclusive contra os brasileiros.Eu nao tenho preconceito,porque acho normal as diferenças, inclusives de raças. O mundo seria o maior saco se todo mundo fosse igualzinho...Ate falei nos meus outros inumeros comentarios que foram igualmente deletados, que detesto aquela letra de musica... ^Se todos fossem iguais a voce, que maravilha viver^ Mesmo igualdade em maneira de agir, alias, vai ai outro tipo de preconceito...a maneira de agir... Quando nao tiver nenhum tipo de preconceito, se e que isto sera possivel...Vira o da maneira de agir...coi de loco...

abraços, espero que tenham entendido meu ponto de vista!

Raiblue disse...

Hey,Joe!!!!!

Parabéns, pelo texto ímpar!!!

Preconceito...até a palavra é uma palavra feia...Seu texto é de prima!Como tudo que vc faz!
Acho que o que aconteceu n over foi que eles vestiram a carapuça,
na verdade foi também um ataque a eles,claro, de forma indireta, então devem ter retirdao por isso,e quando vc rebateu postando a justificativa deles,
pronto, não admitiram isso.

Bem,mas que bom poder ler o texto por aqui...com toda liberdade que temos direito,não é verdade?Infelizmente todo site tem essas regras ultrapassadas e unilaterais, muitas vezes.

Um grande beijo azulzinho e parabéns pelo grande artista que és!!!
RaiBlue

Raiblue disse...

Hey,Joe_iradísssimo!!!!!

Parabéns, pelo texto ímpar!!!

Preconceito...até a palavra é uma palavra feia...Seu texto é de prima!Como tudo que vc faz!
Acho que o que aconteceu n over foi que eles vestiram a carapuça,
na verdade foi também um ataque a eles,claro, de forma indireta, então devem ter retirdao por isso,e quando vc rebateu postando a justificativa deles,
pronto, não admitiram isso.

Bem,mas que bom poder ler o texto por aqui...com toda liberdade que temos direito,não é verdade?Infelizmente todo site tem essas regras ultrapassadas e unilaterais, muitas vezes.

Um grande beijo azulzinho e parabéns pelo grande artista que és!!!
RaiBlue

p.s.: Só uma obs. em relação ao q o Marcos falou: eu não estou babando os ovos dos ditadorezinhos não,viu?Todo radicalismo é preconceituoso também.

Marcos Pontes disse...

Joe, se me permite uma respostazinha à Raiblue: Se você, Rai, tivesse participado das discussões, tivesse falado o que falou aqui lá no Over contra as regras ultrapassadas e a mente pequena dos administradores, se tivesse postagenms suas excluídas sem justificativa plausível como eu, Joe, CD, Cycero e tantos outros tiveram, se tivesse ajudado nas reivindicações a favor de mudanças que melhorassem o site, se se posicionasse contra a censura e as castas privilegiadas no site, se fosse mais libertária e menos inoperante durante os debates que vizavam a melhoria do site em prol de todos os colaboradores/escravos/mantenedores, veria que meu radicalismo só se deu depois de muito levar na cabeça, ser ignorado, espezinhado e maltratado pelos administradores idiotas, beócios e de mentalidade curta.
Meu radicalismo, admito, é preconceituoso. Discrimino a burrice. Não confundir burrice com ignorância. A ignorância é corrigível se o ignorante tem humildade para reconhecê-la em si, já a burrice é crônica e atrapalha a vida de todos os que cercam o burro. No caso do Over, a burrice impera entre os administradores. Aliás, a burrice e as más intenções de falsos funcionários públicos (entraram pela janela por serem da curriola petista/fluminense/amiguinha de Gil) é que evitam uma grande idéia como o Over se torne de fato uma grande realiação.

dayvson disse...

Amigo,fiquei triste com o que aconteceu com você no Over.Por ser novo no site, não sabia que acontecia esse tipo de vetação.Preconceito é praticado por pessoas frustradas que têm inveja daquelas que sabem exalar sentimentos. Solidarizo-me por vc. Abraços!!!

-----------------------------------------------------------------------Cristiano Melo disse...

Ia comentar sobre o seu texto sobre o preconceito, algum lance entre endógeno e exógeno, como escrevi antes de sua "degola", mas agora além de perder o tesão, sinto-me solidário ao ocorrido, mas só demonstra o que realmente é aquilo que é, naquilo chamado Over. Ainda bem que vim para os blogs como a Bea vivia insistindo, pois assim poderei continuar tendo boa leitura, prosa e conversa sadia.
Um forte abraço,
de seu amigo
Cristiano

Compulsão Diária disse...

Um site que se propõe divulgar a cultura brasileirra em suas expressões mais livres como a música, a poesia, os movimentos de sócio-culturais da periferia, fotografia, jornalismo, crônicas, contos, arte digital, manifestações folclóricas, artes plásticas pode ser livre e , ao mesmo tempo, atrelado ao Estado?

Se vc se interessa, dê sua opinião
aqui neste blog

http://overousubmondo.blogspot.com/

Até
CD

Crispinga disse...

Joe,
Estou passada com sua saída do "Over"...Foi voluntária ou você também foi vítima de preconceito?
Suas sugestões sempre foram pertinentes e bem humoradas, seus posts de uma qualidade pouco vista, seus vídeos, suas músicas...
Quem é que vai reclamar agora, botar a boca no trombone com críticas construtivas, fundamentais para um site dito "colaborativo"!
Tá ficando chato...Ficou chato sem você. Os caras estão perdidos.
Cris Pinga

Rabiscos da alma disse...

Esse texto te pos fora do overmundo? Affff a carapuça serviu então? Eles ao menos podiam não ter pagado esse mico. O texto é muito bom e pra ser sincera eu prefiro ter o blog das pessoas pra poder apreciar melhor os trabalhos. Sucesso e bola pra frente cara! O Overmundo vai se esvaziar com essas palhaçadas....
beijo Angélica

Ana Andrade disse...

Joe querido!!!
Estou estarrecida,não encontrei palavras diante de tal demência do over mundo!!
Fiquei sabendo agora ao tentar clicar no link que enviaste e nada,só a tão famosa alto mensagem!!!
Estou lendo e votando lá,deixando meu protesto e se estiver assando minha batata,sairei de alma lavada,missão cumprida!!
Diante de tal desmando,desnecessário e descabido.
Quero deixar meu carinho em relação sua pessoa e a seus escritos!

Meu respeito ao seu trabalho tão bem conduzido e sempre bem recebido(menos pelo tal overmundo).
Isso não vai parar nunca e você é mais uma vitíma da burrice overmana!!!
Beijo doce!!
Dias abençoados e iluminados!!!
Ana Neri Andrade(Ana Andrade)

LAILTON ARAÚJO disse...

AMIGO JOÃO...


Você é um ser pensante! Não deixe que as "amebas" evoluam! Elas não sabem a cor do tênis, a marca do cigarro, ou se "Clementina de Jesus" cantou "Eu não sou daqui... Marinheiro só!"

É a genética de 25 anos de chumbo! Beberam a água da privada e estatizaram a "cara". Esqueceram dos porões, das humilhações e dos "Deuses nos Acudam". Somos culpados... Alimentamos "polvos" que não pensam! Polvo tem cérebro? O povo está observando... O troco virá! Lembra da música: "Hoje você é quem manda... Falou tá falado!"

A liberdade na escrita deve ser a marca d'água da democracia. E baseado nesse conceito, acho que a grande mídia deve ser informada que o "Overmundo" não respeita tais fundamentos. Eles já passaram dos limites... Vamos tirar o site do ar?

Não é um caso para engolir com molho... É preciso informar aos órgãos reguladores da verdadeira imprensa. Ou o Overmundo muda, ou vai pra o lixo... (rsrs) Vira querosene da Petrobrás!

Conte comigo para tal empreitada... Não nasci para ficar nas arquibancadas olhando o "jogo" acontecer. Sou cidadão e responsável pelo futuro dos meus filhos! Penso e existo! Quem escreveu isso?

Viva a "Liberdade de Expressão"!

Conte comigo!

Abraços.

Lailton Araújo

LAILTON ARAÚJO disse...

SUGESTÃO...


Alguém poderia elaborar uma carta, relatando todo o ocorrido no site Overmundo, e com a assinatura (nomes) das pessoas que entenderam os "toques" da censura...

E este documento seria enviado para todos os "Overmanos e Overmanas", com cópia para os links abaixo...


E SALVE-SE QUEM PUDER! (rsrs)


ALGUNS LINKS INTERESSANTES:


http://www.abi.org.br/

http://www.oabsp.org.br/

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/equipe.asp

http://www.sjsp.org.br/

http://www.brasilia.unesco.org/areas/ci/areastematicas/liberdadedeimprensa/liberdImprensa

http://www.abert.org.br/novosite/?CFID=3158216&CFTOKEN=14708761

http://www.hotsitespetrobras.com.br/ppc/index.html

http://www.cultura.gov.br/

http://www.presidencia.gov.br/estrutura_presidencia/sedh/

http://www.dhnet.org.br/denunciar/index.html


EU PAGO PRA VER! (rsrs)


Abraços.

Lailton Araújo

Anônimo disse...

Querido Joe,

Abrimos este tópico lá no "Observatório":
Abaixo a censura no Overmundo!
http://www.overmundo.com.br/forum/liberdade-de-expressao-no-overmundo

Joe_Brazuca disse...

Como diria o Didi Colesterol Novalgino Mufumo, agora cuma é que fica ?
vc saiu do overmundinho por livre e espontânea pressão do gás da cocacola ?
o mickey sabe que o pateta é o superpateta ?
são tantas dúvidas existenciais q eu nem durmo, rapá !
o pior é que eu gostei pacas dos meus comentários extirpados como um câncer no cu !
Desculpa, Joe, senti vontade de falar um palavrão, aliás uma palavrinha, né ?
aqui pode ?
vou mostrar pra todo mundo q eu já sei falar palavrão na interné...

Alcanu

Anônimo disse...

COMENTÁRIO DE IVAN CEZAR INEU CHAVES - ou simplesmente
IVAN CEZAR

O OVERMUNDO necessita, com urgência urgentíssima , da ação de um pacificador, que possa alterar o "modus operandi" atual e impor uma nova fórmula de gestão do site, sobretudo no que diz a conteúdo e normas de edição/publicação.
Escreví o poema COMPOSIÇÃO, para tentar plasmar em versos a minha visão sobre o tema. Ei-lo :

COMPOSIÇÃO

Escrever para tentar
o mal reverter
Ouvir como a condição
De um algo a mudar
Desprezar o que é vil
para o rumo manter
Intervir para acalmar
e acomodar

Inverter o que não deveria
Estar a verter
Impedir a conjugação
do verbo brigar
Conter o doente prazer
de ver a obra derreter
Retroceder na contramão
sem receio de renunciar

Escrever para a revelação
Da necessidade de escrever
Reunir as palavras
em nome de acreditar
Reger o texto à leve mão
para algo de bom acontecer
Compor estes versos
para o bem reverenciar

Wancisco Franco disse...

Joe, bravo Joe!
Finalmente tenho acesso a seu "preconceituado", "desajeitoso" e causaefeitante texto. Bom saber que inda posso achá-lo. Falar nisso, não é preciso nem dizer o que eu acho - se bem que, ao te "perder" o over acabou fortalecendo sua importância como agitador cultural. E isso não é pouco. Tenho certeza que muito mais gente há de procurá-lo e respeitá-lo. O próprio over não sei não se não acaba reconsiderando (qto não!). Depois te passo um contato (tô c/ minhas páginas pessoais muito tumultuadas, e em transição) pra gente se interar/gir.
Grande abraço, e parabéns pela militância!
Wancisco Franco

www.manufatura-nova.blogspot.com disse...

Joe, santa paciência com determinados nicho clérigos que ainda existem por aí, viu? Fiquei perplexa com sua expulsão do overmundo. Fiquei me questionando que tipo de escrita é a autêntica se ela não se desnuda perante à hipocrisia que vela quem pensa poder se esconder sob pele de cordeiro.

Cara, teu texto está PERFEITO.

Parabéns!!!!!

Regina Lyra disse...

Querido Joe,

Você já conhece meu ponto de vista. Por isto saí dizendo:_ 'Se é por falta de adeus, até logo'. rs... Antes de efetuar minha saída escrevi um poema dedicado aquele mundinho de gente pequena. Você teve oportunidade de ler. Transcrevo:

QUEM SERÁ? – Regina Lyra

Brinquedos de lama,
Amigos inúteis,
Amores estranhos,
Comida pútrida,
Veneno sem cura.

Matéria sem calma,
Lágrima de crocodilo.
Alma assombrada
Vagueia sem endereço certo,
Pois seu mal é a inveja.

O avaliar do bem alheio,
Hipocrisia disforme, sem razão.
Você é a chama do nada,
Linha apagada,
Letra morta,
Antagônica do Bem.

Mal disseminado,
Epidemia da maldade.
Você é a doença sem nome,
Sem rosto, sem endereço, sem teto.
Cientistas em discussão
Avaliam o surto.

Foi gerado a contragosto.
Você é o tiragosto
Em reuniões endemoninhadas.
Você é o feto indesejável
De família desqualificada.
Você é o que deseja ser:

N
i
n
h
a
r
i
a

(Estará publicada na Antolgia Pórtico 3, no prelo, será lançada na Bienal da Bahia em abril/09).

Gêiser Nobio disse...

Olá, Joe!

Todo conceito mal feito é precário e ordinário.

Nota mil para o seu texto.

G.N.
> www.supravidasecular.com

fernando cisco zappa disse...

mandou bem, meu irmão!

nem foi pretexto
esse texto
para vir aqui
escutar esse teu jeito
de dizer com tanto efeito
sobre o preconceito

tanto isso
quanto o irmão graúdo
e acadêmico
que desfila didatismos
e racionalidades
o tal "conceito"
são propulsores das discriminações
e dos extermínios de povos e cultuaras

no entanto
o conceito
a ciência encrava
tão forte
nos livros nas escolas
nas cidades nos governos
que parece "natural"

veja por exemplo essa vitrine
(http://jaguadarte.blogspot.com/2009/03/nojo.html)
que o ricardo aleixo recentemente postou no jaguadarte

o racismo, sexismo
e toda a ação humana
(tão amargamente humana)
que destila discriminações
tem seu moto
nos conceitos
e nas imposições violentas
de um determinado pensamento
de determinados grupos humanos...

e, seja com humor
seja com graça
seja com despudor

escancarar as ações
e pensares
hipócritas
dos ditos normais
e globais
que alimentam
discriminações
faz-se sempre
necessário

até para que a descrença
nos humanos
como diz você, joão
vire
samba
e abraços
mais ternos
em nossos semelhantes...

abração, meu caro
gostei muito!

victorvapf disse...

Big Joe, ja estou usando a minha tatica de ^guerilha^ O negocio e o seguinte
Eu publico o texto, ele fica somente na Fila de Edicao, depois e copio e quando tiver na hora da votação e deleto!!!! Assim ate eles colocarem a lixeirinha...Uso este espaço, porque la eles descobrem minha tatica!!!

Abaixo os que tao em cima!!!!
O problema e se a gente ficar por cima, sera que a gente aceita este grito rsrsrsrs

D.Ramírez disse...

enquanto, por exemplo um negro, enaltecer que é negro e um branco um branco, o mundo acabará racista, esa é minha opinião. Se somos todos iguais pra que falarmos tanto em diferenças? Porque ler em camisas 100% negro? Porque eleger um presidente negro? Vamos falar de seres. Independe se tem alguma deficiencia ou nao, se tem um tipo de cor ou nao..se é sabio ou nao...
Enquanto o mundo rotular, sera preconceituoso.
Acho que ser um ser avançado e iluminado é quando não existem essas diferenças e o ser entende o ser como ser..nada além disso.
belo texto, adorei o blog.
Abraços

Camila de Souza disse...

Joe, mas quantas verdades.

Muito obrigada pela indicação. E, quanto à acidez, faz isso não!
Acidez é boa, às vezes, pela justa-medida. Que é essencial. Assim como esse texto.

Parabéns, Joe.

Abraços,
Camila
ilimitada-mente.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails