Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

sombras


tenho um lado vil
assim, meio servil
que faz muito alarde
porque é mais covarde

um lado falso
completamente canalha
que ajuda empurrar,
vestindo a mortalha,
o inocente do cadafalso

um lado que espezinha
sorri à navalha cortante
se achega sempre distante
astuto se acerca, se avizinha...

um todo tanto obtuso
de um sorriso escabroso
que usa sempre o abuso
e se lastima medroso

um lado que fede perfume
maquia com betume
disfarça a pele flácida
e se mantém plácido
ao cheiro do curtume

de pura peçonha
que baba na fronha
só tem pesadelos
de arrepiar os pelos
e finge que sonha...

um lado de unhas sujas
mãos sempre meladas
carimbos de garatujas
obras perenes e inacabadas

eternamente infame
que só se dá ao reclame
que se esconde na noite
acaricia com açoite
e provoca o enxame

um lado tanto gelado
que se esgueira de lado
com porte adequado
nunca certo, todo errado
excêntrico , marginalizado...

um lado soberbo
por roubado acervo
com perfil escuso
de empáfia sórdida
nunca concluso
e polidez mórbida...

tenho um estranho lado
meio tudo, meio nada
personagem disfarçada
sempre camuflado
meio assim, meio assado...

5 comentários:

Jairo Cerqueira disse...

Meu caro maestro, o seu texto revela o avesso do avesso, do avesso do avesso.
Um forte abraço!

Mirze Souza disse...

É Joe!

Acho que o poeta conseguiu resumir todos os lados ou facetas humanas!

Maravilha!

Beijos, poeta!

Mirze

Adriana Godoy disse...

Estava com saudades. Bom ter vindo aqui e dar de cara com esse poema incrível. beijo

Cris disse...

Já comentei esse post no seu face,mas vamos vou falar novamente da face....rs
Temos tantas faces, tanos lados e acho que ai, vc descreveu um pouco de todos nós. Nossas defesas e garras que se mostram pela vida.
Acho que vc esqueceu apenas de mostrar o lado de lá: amigo, terno, sensível, inteligência rara ( aquela inteligência que contagia), humor. Vc esqueceu de falar do Joe Joe que os amigos conhecem e amam.
Amo-te !
beijoca, meu Querido!

L. Rafael Nolli disse...

Várias faces de uma mesma moeda. Beleza de poema, Joe!

Related Posts with Thumbnails