Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

domingo, 11 de janeiro de 2009

Sobre trilhos, sobra...



Sampa concreto e mato

Periférico Trem, de novo...
Rotina : Paletó "Pierre Cardin"
Quanto custa ?
Eixos muitos...8 por vagão : Cardã

Cardã : meu norte, teu sul
Magnético
150 mil volts

Olham...Disfarçam
diferença...balaústre

Ideal : menos 15
Quanto custa ?

Não há tempo...não posso...não consigo

Eixos muitos...8 por vagão
Vaga ?...Nenhuma...
Muita gente de todas as gentes...

Dia de festa...Perfume barato
Povo simples...sob os trilhos
Muita cachaça

Da terra indecente
Oportunidade falsa
Alegria de tolos...aboios

“ae, mano...o cara tava doidão...Ia encará ?”
“a minha prima qué i come no Méquidonau...vamo ?

aço em bobinas sentadas nos trilhos
...sobre
espaço em retinas tentadas nos brilhos
...pobre
cagaço das minas vendidas nos atalhos
...podre

Ideal : menos 20

...ô, pai !...vamos editar o filme , ou não, cacete !

2 comentários:

JCD disse...

Parabéns pelo sítio!
Um abraço___________________

J. Araújo disse...

Meu amigo Joe, o poema é muito bonito e mais uma vez o trem está presente. Como se veem, estamos sempre envlovidos com algum vagão em nossas vidas.

E já que o trem é o assunto; quero indicar: (http://kidureza.blogspot.com/2008/02/significado-da-palavratrem.html)muito interessante!! Não porque (rsrs) eu seja um mineiro da gema.

Um abraço amigo!!!

Related Posts with Thumbnails