Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

domingo, 11 de janeiro de 2009

INTERMEZZO - poco amabile - lento - opus nº 000



Ai !!!...paixões desmedidas, quem me dera...
prostrar-me às sendas de desvairada emoção
sorrateira felina, de quem não pondera
arrancando do peito, o meu coração

Já não tenho mais esse sentimento
fugiu-me, de mim, tal qual passante maresia
amar , aos meus idos, virou tormento
perambulo sôfrego pelas searas da poesia...

Sim !!!...tenho sangue ! ...sei que ainda o tenho
contudo, antes de cantar-lhes os versos,à sua ode
aqui, reverenciá-lo emocionado, enfermo venho

Corre-me às veias, o amor deste fluído rubro
retornar-me à alma, antes que tarde, descubro
tal qual fogo incessante, de vigoroso e eterno lenho...

3 comentários:

Gêiser Nobio disse...

Olá, Joe! Parabéns pelo blog. Sucesso e longevidade é o que eu desejo.

Visite e comece a seguir a página oficial do projeto S.U.P.R.A. Vida Secular! Está feito o convite para conhecer toda a musicalidade do meu modesto sítio.

> www.supravidasecular.blogspot.com

Desde já, agradeço por sua atenção!!!

Cafundó disse...

Finalmente tive tempo de visitar este Blog, muito boa sua poesia. Abraços
Alyne Costa

Anônimo disse...

Sim !!!...tenho sangue!
Vejo nas linhas dessa mão!.............

Related Posts with Thumbnails