Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Soneto da Separação


Quando chegar a hora
me despojarei de meus anéis
queimarei meus poucos papeis
e sem dizer adeus, irei embora.

Quando chegar o meu tempo
me afastarei dos meu tormentos
distribuirei meus provimentos
e sem dizer nada, irei sem demora

Quando chegar minha vez
me arrumarei aos costumes
partindo sem dizer, talvez

Quando vier o meu momento
seguirei os meus parcos ditames
sem lamentos , mas pleno de lucidez...



Um comentário:

Roberto A disse...

Muito excelente.
Escrito com classe e esmero.
Apreciei muito.
Abrax

Related Posts with Thumbnails