Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Tia Celina

Hoje é um dia úmido em São Paulo.
Águas correm pelas avenidas e caminhos
Água triste escorre em muitos rostos
de filhos...de netos...de irmãos e sobrinhos...

Existem tias que não são somente tias...
Alem de mães de seus filhos e netos
são mães de seus irmãos
Fazem dos filhos de seus irmãos
seus filhos também
os socorrem como se fossem dela...
simplesmente não vêem a quem
por vezes, tornando suas vidas mais belas...

Quantos natais me lembro
de minha infância
de te-la como segunda mãe,
minha tia Celina
Que em silêncio e discrição
nos mandava presentes...
em ajuda a sua irmã
que por algumas vezes
passava por dificuldades...
Quantas lembranças
que nesses momentos nos incorrem...
Saudosas, sempre...

Coisas do céu de Shakespeare,
onde há mais coisas do que sonha
nossa vã filosofia
tia Celina parte, no mesmo dia
de nascimento de seu pai, João
que ora a recebe em sua Luz,
para a festa nas sendas do Altíssimo...

Mas Deus em sua magnitude
sabe o que faz...
Pois tia Celina teve uma vida plena
Teve filhos pródigos...
netos mais ainda
e teve a chance de conviver com
Mariana, sua primeira e única bisneta
que ela teve a alegria imensa de conhecer...

Adeus , queridíssima tia Celina
Que o Cristo Redentor
das terras do Rio de Janeiro
que ora a recebe
em seu leito eterno,
a receba de braços abertos...

Adeus, caríssima tia Celina
Mãe de Mara e Sergio,
Avó de Breno, Saskia, Yuri, Kauê,
Gabriel, Julieta e Celina
Bisavó da pequenina Mariana,
Que parte dia 21 de setembro de 2009
aos 87 anos proficuamente vividos
deixando sua continuidade inequívoca,
frutos de perfeita excelência
plantados em solo fértil do bem maior,
plena de luz e carisma infinitos !


Sua falta será imensa...



13 comentários:

celinagrecco disse...

Querido João,
Aqui em Niterói o céu chora intensamente. Mas as águas também revelam movimento, mudança... A sabedoria do elemento que se adapta a diferentes formas...
Ai, tá difícil pensar... mas o que quero dizer é que fiquei muito emocionada com a sua homenagem à vovó. Palavras que aquecem o coração e que são como um abraço. Palavras que celebram a história da nossa avó e libertam sua alma para voar para o paraíso.
Com carinho,
Celina

Yuri Grecco disse...

Pois é... dessa ninguém escapa. Mesmo sabendo disso desde sempre, teimamos em não nos acostumar com essa ideia.

Anônimo disse...

Ainda bem q vc é poeta, não de palavras vãs, mas de palavras sentidas e como. obrigado por nos representar em homenagem à tia Celina, que sempre me lembro e lembrarei dos inesquecíveis reveillons no seu ap da av paulista com consolação ,em que ficávamos assistindo a São Silvestre e nos banqueteando alegremente uns em compania dos outros... belíssimo tempo. Querida tia Celina, agora representada pela sua irmã tb querida, tia Tacilda, que ainda podemos abraçar e beijar...beijos a todos e q possamos nos encontrar.

Roberto Vergal Panico

Joe_Brazuca disse...

Celininha, querida priminha....

as tuas palavras é que nos trazem sabedoria e comoção...

um beijo !


YuriObrigado, primão...

é isso mesmo...a morte é nossa companheira,mas a gente num tá nem ai com ela, né mesmo ?...rs

o problema todo se resume numa só palavra : a saudade...

um beijo !

Joe_Brazuca disse...

Roberto...Isso mesmo , primo...ainda bem que temos uma memória excelente, pra lembrar das coisas legais, né mesmo ?

um beijo !

Anônimo disse...

João, muito, muito, muito bom, maravilhoso o que escreveu sobre nossa tia, minha madrinha , pessoa que sempre admirei , amei. Saiba, João que a Madrinha foi e continuará sendo um dos grandes amores de minha vida, foi segunda mãe de minha mãe, de sua mãe e minha tb, sinto assim .
Celininha, vc também me emocionou com sua reverência á pessoa especial que foi essa sua vovó tão maravilhosa.
Parabéns a todos vcs irmãos , filhos, netos e bisneta por terem tido a oportunidade de ter por perto , vivido toda uma vida , junto a uma alma tão nobre como a TIA CELINA . bjs, Jussara.

Joe_Brazuca disse...

Lindo tudo isso tb, querida Jussara, minha afilhada !

A Tia Celina, foi sem dúvida uma segunda mãe pra todos nós !

Agora ela está em paz !

um beijo, priminha linda !

vania panico disse...

João, quando meu pai foi pra 'lá' a Vivi disse que ele só havia trocado de roupa , por uma mais leve.Então, imaginemos a tia Celina com sua roupa de Luz, leve, feliz, sendo abraçada por meu pai , pela tia Zilda e revendo seus queridos pais.Todos envoltos por essa onda de Amor que enviamos daqui da Terra , essa morada transitória.Um abraço carinhoso, Vânia Panico.

Anônimo disse...

Querido primo...
O céu chorava em Sp.. chorava em Niteroi e em todo o trajeto daqui até lé.... Iamos pela Dutra e eu pensando exatamente nisto.... parace que o mundo está chorando a ida da vovó...
Suas palavras são lindas!!! Jà guardei as fotos e o texto...
Tenho certeza que a vovó se orgulharia de ler isso!
Beijo no coração...
Sassá

Anônimo disse...

Querido João

meu priminho do coração, obrigado pela lembrança de minha mãe. Tou muuuito triste uma tristeza doida no fundo da alma. Nessa hora passa um filme de toda sua infancia e de toda a vida com sua mãe. É um momento unico que vc fica consigo no mais intimo do seu ser e reve a relação mais importante que nós temos na vida, que é a relação com nossa mãe. Nos sentimos por inteiro sabemos quem somos e porque somos assim e teremos que caminhar absolutamente sozinhos daqui para frente. A relação mais intima de sua vida se foi..... Hoje sinto uma tristeza sguido de muuita saudade de minha mãe. Sei que minha mãe foi uma vencedora pois seus frutos deram sementes e germinaram fortes oxigenando o planeta terra. Obrigado João

Joe_Brazuca disse...

Sassá
Oi, priminha...

Pois é...uma tristesa imensa né...
mas, são coisa das nossas vidas, não ha como evitar...
obrigado por ter vindo à esta pequena homenagem à sua querida vovó Celina...um beijão

Mara e Sergio...esse é o "filme" que todos passaremos, o das nossas vidas com nossos entes queridos, por vezes quando chegam, e outras vezes quando partem...
Tia Celina, sua mãe, avó de seus filhos e bisvó de sua netinha, agora descansa, mas deixosu sim uam vida rica e plena em seus descentendes que tanto amava !
Obrigado voce, por vir !...um beijão

Felipe da Costa Marques disse...

"Coisas do céu de Shakespeare,
onde há mais coisas do que sonha
nossa vã filosofia"

bela homenagem, abraço

Anônimo disse...

Preciso falar com o Roberto Vergal, caso tenha o contato e.mail dele por favor me informe:

Keitty Takahashi
019 9305-1171
019 3557-8916
roberto@indushop.com
www.centralindustrial.com.br

Related Posts with Thumbnails