Sou o que sou

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Sou terra, por ter razões. Sou berro, se aberrações. Sou medo, porque me dou. Sou credo, se acreditou

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

A Vela

video

A velha vela de cera
não é de todo largo costume
será tão velha a vela, quanto se queira ?
somente quando ao seu lume...

A velha vela se encerra
queimando-se de lá do cume
alguém que a vela, à terra
somente quanto ao seu lume...

A velha vela de cera
será tão velha a vela ?
quem vela a própria vela
como de costume,
somente quando ao seu lume...

A velha vela de cera...

domingo, 11 de janeiro de 2009

INTERMEZZO - poco amabile - lento - opus nº 000



Ai !!!...paixões desmedidas, quem me dera...
prostrar-me às sendas de desvairada emoção
sorrateira felina, de quem não pondera
arrancando do peito, o meu coração

Já não tenho mais esse sentimento
fugiu-me, de mim, tal qual passante maresia
amar , aos meus idos, virou tormento
perambulo sôfrego pelas searas da poesia...

Sim !!!...tenho sangue ! ...sei que ainda o tenho
contudo, antes de cantar-lhes os versos,à sua ode
aqui, reverenciá-lo emocionado, enfermo venho

Corre-me às veias, o amor deste fluído rubro
retornar-me à alma, antes que tarde, descubro
tal qual fogo incessante, de vigoroso e eterno lenho...

Sobre trilhos, sobra...



Sampa concreto e mato

Periférico Trem, de novo...
Rotina : Paletó "Pierre Cardin"
Quanto custa ?
Eixos muitos...8 por vagão : Cardã

Cardã : meu norte, teu sul
Magnético
150 mil volts

Olham...Disfarçam
diferença...balaústre

Ideal : menos 15
Quanto custa ?

Não há tempo...não posso...não consigo

Eixos muitos...8 por vagão
Vaga ?...Nenhuma...
Muita gente de todas as gentes...

Dia de festa...Perfume barato
Povo simples...sob os trilhos
Muita cachaça

Da terra indecente
Oportunidade falsa
Alegria de tolos...aboios

“ae, mano...o cara tava doidão...Ia encará ?”
“a minha prima qué i come no Méquidonau...vamo ?

aço em bobinas sentadas nos trilhos
...sobre
espaço em retinas tentadas nos brilhos
...pobre
cagaço das minas vendidas nos atalhos
...podre

Ideal : menos 20

...ô, pai !...vamos editar o filme , ou não, cacete !

Cratera, rara cratera.(Onde mais estás, semente ?)


Cratera rara cratera
Criatura ara cratera
Criatividade de terra
Aborto cultural espontâneo
Agrupamento
Lamento de palavras
Lavras a terra sucursal
Cursa a criatura da palavra
Ursa Maior
Palavra chave : chávena
Chá mor . Ter amor. Didática
Troca
Dilhoro por mor santo
Antro.cade.pala.vra
Trocade.ilho.Cratera de vulcão.
Cão de terra.Terá a lavra da pá.
Pa.Lavra.da.Resta a Ilha
Ilha letras espalhadas d'aldeia
N'aldeia fome de palavra.Lavra
A terra terá fome de cratera
Crava na terra a palavra.lavra na pá.
Criatividade.Cria atividade.
Atividade lamento lá me vou
Na lavra da fome da terra
Terá redundância de ânsia de fome
Letras trocadas na cratera.
Ara na palavra da terra
Erra.
Erra na fome cratera.Palavra
Lavra a ânsia da ilha.
Cursa a escola da chave.Cola.
Ave em curso de morte da larva
Lavra na larva.Terá a terra de fome
N’aldeia odeia a ceia da criatura
Morte bem mor de terra
Era na era.
Lamento
Cratera rara cratera

Hymnus "Decatio Vero Sun"



A poeira de estrelas anuncia :
la vem os anjos !...la vem os anjos !
Asas cintilantes d'ouro cerveja
A carreira dos anjos anuncia :
quem vem, me veja !...quem vem, me veja !
Marshmallow derretido no centro do Sol
estilhaços de vidros em formol
as relíquias dos anjos anunciam :
sinfonias em lá bemol !
sinfonias em lá bemol !
Gottan, Gottan !..exum labii reatum !
Gottan , Gottan !...Ave verum...Alle verum !
sente Lente sinta Linda
Lente ! Lente ! soterus prulibus Lente
Got leibz frau freud Herde?
und das klaine wonder !
os anjos das quimeras anunciam :
as luas despencam !...as luas sustentam !
Vero Sun, um beijo de luz
Ver o Sol, um feixe reluz
a tandrezina flor-de-lis desvaira e perde
a franca enzima !..Frankeinstein !
frontenfrente !...frontenfrente!
Tora ! Tora ! Tora !...banzai !
os fangios dos destinos anunciam :
Pegasus et Icarus !...Pegasus et Icarus !
lastare vergo plus de malta sacro sanctus !
Alaúdes sonorizam os céus de planctus
Ataúdes sonambulizam os véus de planctus
os céus de planctus !..os seus dez mantos !
ergo, ergo sun !...venia, venia, alea !
in the heart of earth, we die !

way september rhymes with remember ?

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Ignorar


Ignorar

Ignorar ou simplesmente esquecer
não será fácil, eu sei, será impossível
Pois o toque inda persiste
e a vontade, sei que existe
no coração, e é tão palpável
como um dia suspirando em teu corpo
eu, de prazer, completo e morto
em sua alma penetrei
e as tantas juras já cantadas
em tantos versos, horas puras
onde não se medem gestos
e se fossem pertencer à eternidade
e se pudessem abraçar felicidade...
Me diz...como esquecer ?
pois a vida inda insiste
e é tão sensível,
como um beijo no coração...

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

"from Sand...566 chr"



a noite está nos teus olhos
os óleos estão na sua pele
apele para os meus sentidos
sentados nos teus ouvidos
ou vivos estão os gostos

gosto de azeite...na boca o açoite
deleites de angústia um gosto
do mel dos teus beijos de leite
dolente como um gesto

agosto, setembro a dois relembro
relento das noites de pernas entrelaçadas
entre laços de abraços de lados opostos
a postos sempre que posso
que penso que quero que adoro

"sur de plata brijante"
susurro latejante
la esteja a espreita
espírito ávido pulsante
cálida penumbra e silêncio...
Related Posts with Thumbnails